A Sua Viagem – Toronto

Oi Pessoal!

Como passaram de final de semana? O Ziga, que não está com o mesmo ritmo de antes, porque a Zuca aqui está cheia de trabalho, – daquele que paga as contas, sabe?! 😉 –  desde que voltou de Bariloche. Mas ainda assim, no final de semana daqui teve post contando da minha aula de esqui no Cerro Catedral, vocês viram? Caso não tenham visto, é só ir neste link aqui! Que ficou beeem bacana! 🙂

Agora chega de conversa fiada, que hoje é dia do “A Sua Viagem”, e mesmo um pouco atrasado do que o normal, estamos aqui para falar sobre Toronto!!! Lugar que sediou os últimos Jogos Panamericanos e que parece (não conheço) ser uma cidade vibrante, daquelas que não pára facilmente! Mas chega de especulações, porque quem vai falar sobre Toronto, cidade que recebe um mooonte de brasucas por ano, será a Denise do blog Viajante Solo.

 

1. Por que Toronto?

Toronto

Fui visitar um amigo em Montreal e não poderia deixar de aproveitar a oportunidade e esticar a viagem para conhecer a maior cidade do Canadá e também a capital financeira do país. É uma cidade multicultural, com mil atividades acontecendo sempre e, este ano, foi considerada pelo Economist como a melhor cidade do mundo para se viver. Eu até concordaria com isso, não fosse o inverno brutal do Canadá.

Se fôssemos fazer um paralelo com o Brasil, eu diria que Toronto se assemelha a São Paulo, porém com bem menos gente, o que faz as coisas funcionarem de forma organizada! O ritmo enlouquecido é o mesmo e você já pode sentir isso no momento em que desembarca do trem na Union Station e vê aquela massa de pessoas se locomovendo rapidamente. Amei a cidade e tenho intenção de voltar em breve para desbravar o que ficou pendente!

 

2. Em que bairro você se hospedou? Valeu a pena?

Foi a minha estreia em guest houses e escolhi a Comfy Guest House localizada no centro da cidade, mas em uma rua tranquila com várias casinhas fofas e ônibus na porta. Você fica distante 6 minutos de carro da Union Station, 15 minutos a pé da Younge Street e a 3 km da CN Tower. Saiu bem mais barato do que os hotéis que eu estava vendo na época e achei uma ótima experiência.

 

Escolha aqui o seu Hotel em Toronto

 

3. Suas três atrações preferidas.

Super difícil de escolher, mas vamos lá!

Casa Loma: Um castelo neo romântico, construído entre 1911 e 1914 e antiga residência de Sir Henry Mill Pellatt, um banqueiro na época. Custou mais de 3 milhões de dólares canadenses e é uma grande viagem flanar pelos cômodos da casa que exalam história. Inclusive é possível explorar as passagens secretas, além de subir na torre que tem uma vista linda da cidade. Você conhece a história do castelo com guias em áudio e depois poderá fazer um passeio pelos belos jardins.

Toronto

Royal Ontario Museum: Um dos maiores museus do mundo e o maior no Canadá é o local perfeito para você dedicar boa parte do seu dia. Fiquei encantada com a coleção de peças da China produzidas a 5 mil anos atrás, e com as esculturas da Grécia e Egito. Uma das atrações mais famosas do museu é o esqueleto de um dinossauro exposto na galeria de História Natural. O museu é enorme então, se você não dispõe de muito tempo, a dica é escolher as coleções que te interessam mais e fazê-las com calma para aproveitar bem a sua visita.

Toronto

Para quem gosta de cerveja, o tour na cervejaria Steam Whistle Brewery é uma ótima pedida. Você vai provar a cerveja local Premium Pilsen que usa apenas 4 ingredientes naturais na sua fabricação! A cervejaria fica no prédio histórico The Roundhouse, construído em 1929 e que abrigava a companhia de trens Canadian Pacific Rail. Na frente da cervejaria você tem um verdadeiro museu a céu aberto com várias locomotivas da época. O tour é super descontraído e a cerveja ótima! Você pode aproveitar a ida a CN Tower e fazer a visita depois, pois fica bem em frente.

 

4. O que te surpreendeu?

Além de ser uma cidade bastante limpa e organizada, a quantidade de coisas legais para se fazer é infindável. Você pode voltar várias vezes a Toronto e sempre encontrará coisas novas e diferentes para fazer e ver, fruto de mais de 100 culturas misturadas. Também achei bem fácil se locomover pela cidade e estar no centro facilitou bastante.

 

5. Aquela dica que você daria a um amigo!

São duas dicas:

Reserve, no mínimo, 5 dias para visitar a cidade, assim você não precisará fazer as coisas correndo como eu fiz. Há, realmente, muita coisa para fazer e ver!

Toronto

Peixe e pão não combinam muito, né? Você que pensa! Na sua visita ao mercado St. Lawrence, dê uma passadinha no Buster’s Sea Cove e experimente o sanduíche Boston Blue Fish. Uma delícia!

 

E aí, bora curtir uma friaquinha em Toronto? Não seria nada mal aproveitar o outono no hemisfério norte e, além de conhecer todos os lugares que a Denise indicou, curtir o colorido das árvores, típicos dessa estação do ano. Aiai…

Um suuuper obrigada a Denise pela participação aqui no blog, e quem quiser mais dicas dela sobre o Canadá, basta clicar aqui e para os mais diversos destinos que ela desbravou viajando sozinha, é só acessar o excelente Viajante Solo. 😉

 

Veja aqui todos os Destinos do “A Sua Viagem”

 

E se você, tiver AQUELA cidade ou viagem que te encantou? Divida com a gente a sua experiência, não precisa ser blogueiro, é só responder essas cinco perguntinhas do texto, juntar algumas fotos e enviar para o e-mail zuca@zigadazuca.com.br. Será muito bacana tê-los fazendo parte do Ziga da Zuca. 😉

Semana que vem tem mais post do A Sua Viagem pra vocês, Pessoal!

Beijooo!

 

Fotos: Denise Tonin

Author: Natália Gastão

Fluminhoca (fluminense + carioca) experimentando a vida mineira em Belo Horizonte, fisioterapeuta, acupunturista e viajante. Apaixonada pelo Rio e por viajar, sofre de tensão pré e depressão pós viagem, não pode ver uma promoção de passagem aérea e quer ir para tudo quanto é canto.

Share This Post On

Mantenha este blog vivo, comente!