Onde se hospedar em Bariloche? Hotel Tunquelén

Como contei para vocês, ficamos em dois excelentes hotéis em Bariloche: O Panamericano e o Tunquelén. Cada um deles tem a suas características próprias e propostas diferentes, a nossa ideia foi justamente experimentar as duas hospedagens para poder apresentar diferentes opções a vocês! 😉

Como eu já falei do Panamericano aqui, agora vou contar para vocês sobre a nossa experiência no Hotel Tunquelén, que fica bem mais distante do centro, na Villa Llao Llao, e que é cercado por um visual absolutamente incrível! O hotel possui várias coisas bacanas e para ficar mais fácil de descrevê-lo, decidi separar em tópicos os pontos que considero mais importantes e marcantes numa hospedagem.

 

Localização

Hotel Tunquelén

Entrada do Hotel

Se você curte um lugar sossegado, sem tumulto e distante da cidade, esse é o seu hotel! Só recomendo que você aproveite que o hotel oferece estacionamento grátis, e alugue um carro se ficar por lá, pois apesar de passar ônibus para a cidade quase em frente ao hotel, fica complicado depender do transporte público para subir ao Cerro Catedral ou até mesmo jantar na cidade. Mas, se você não dirige, fique com o ônibus e/ou os serviços de Remis (um tipo de táxi que você acerta o preço antes de embarcar). Mas já vou avisando, por experiência própria, que depender do remis deixa a viagem beem salgadinha! $$$

 

Veja aqui nosso Roteiro em Bariloche

 

Quarto

Nosso quarto era aconchegante e simples, mas vinha equipado com uma cama super confortável, televisão de tela plana com canais a cabo, banheiro num estilo mais antiguinho, amenities e uma vista de cair o queixo!

Hotel Tunquelén

Me apaixonei por essa cômoda.

Hotel Tunquelén

Vista do nosso quarto!

 

Café da manhã

Quem conhece a gordinha aqui, sabe que o café da manhã é um dos pontos mais importantes numa hospedagem (#vaigordinha). E o café da manhã do Tunquelén não decepcionou em nada, muito pelo contrário! O café da manhã era farto, com diferentes opções de pães, frios, geleias, tortas, chás e sucos.

Hotel Tunquelén

Café da Manhã

Hotel Tunquelén

Café da manhã com vista!

Grande parte das opções de comida eram servidas num bufê, mas as bebidas quentes eram servidas na mesa, o staff era eficiente e gentil.

 

Restaurante

Na nossa primeira noite no Tunquelén, aproveitamos para jantar no restaurante do hotel. A comida estava ótima,  eu fiquei com a massa para “variar” (#sqn) e o Zuco seguiu com a famosa carne argentina. Uma coisa bacana que o garçom nos disse é que grande parte das ervas, cogumelos e vegetais servidos no restaurante, são retirados de uma horta nas redondezas do hotel, ou seja, são fresquinhas e livre de agrotóxicos!

Hotel Tunquelén

Meu jantar!

O restaurante é  grande, aberto ao público, e além do café da manhã, serve almoço e jantar diariamente (fora do valor da diária), uma excelente opção para quem quer passar o dia relaxando, sem se preocupar em sair de lá.

 

Veja aqui como foi o nosso Tour pelos Sete Lagos e San Martin de Los Andes

 

Spa

Taí o nosso lugar preferido do Tunquelén! Aproveitamos bastante, tanto as duchas, quanto a sauna e a deliciosa piscina, com uma vista espetacular para o lago Nahuel Huapi e as montanhas Andinas. E eu só pensava no seguinte: “Se cinza já fica tão bonito, imagina com o céu azul?”

Hotel Tunquelén

Vida difícil…

Mas voltando ao spa, ele possui uma piscina térmica, espreguiçadeiras beem confortáveis, dois tipos de duchas diferentes (normal e escocesa) e tanto o espaço da sauna, quanto as duchas são divididas entre masculino e feminino. Acredito que num dia mais cheio, passe mais “conforto” aos hóspedes, especialmente os mais conservadores.

Hotel Tunquelén

Espreguiçadeiras divinas!

O spa também oferece massagem terapêutica, mas apenas com hora marcada e, ao contrário dos serviços acima, fora do valor da diária.

 

Salão de Jogos

Hotel Tunquelén

Salão de Jogos

Bem ao lado do spa tem uma sala muito legal com mesas de ping pong, sinuca, totó e outras coisas mais. Eu juuuro que a gente ia jogar uma partida de ping pong, mas ficamos tããão estatelados no circuito piscina – ducha escocesa – espreguiçadeira, que acabamos esquecendo! 🙁

 

Wifi

Embora o hotel fique praticamente no meio do nada, o sinal de wifi funciona bem, tanto no quarto quanto nos outros espaços em comum. Aliás, fiz vários snaps (snapchat: zigadazuca) do spa!

 

Arquitetura

Hotel Tunquelén

O Zuco se amarrou nessa escada!

A construção original do hotel é de 1942 e após anos sob péssima administração do governo, por localizar-se na área do Parque Nacional Nahuel Huapi, a construção foi comprada, reformada, respeitando o estilo arquitetônico original, e transformada no Hotel Tunquelén. O entendedor do assunto do casal (Zuco), achou a arquitetura muito maneira!

 

Veja aqui todos os nossos posts sobre a Patagônia Argentina

 

Outros Serviços

É claro que em dois dias não dá para usar todos os serviços do hotel, até porque gostamos taaanto do spa que quase dormimos por lá 😛 , mas há mais um leque de serviços que o Tunquelén oferece como: Academia, biblioteca, sala de conferência, píer privativo, dentre outras coisas.

 

Acho que depois de tudo isso, nem preciso dizer que adorei ficar lá né?! Ainda mais no final da viagem, pois acabamos relaxando e nem ligando tanto para chegar na cidade! Agora, se no inverno é bom, imagine no verão, com o céu azul e podendo fazer os passeios de barco com a temperatura mais agradável… Eu quero!

 

O Ziga da Zuca se hospedou em parceria com o Hotel Tunquelén e o Destino Argentina, mas nossa opinião segue isenta.

Author: Natália Gastão

Fluminhoca (fluminense + carioca) experimentando a vida mineira em Belo Horizonte, fisioterapeuta, acupunturista e viajante. Apaixonada pelo Rio e por viajar, sofre de tensão pré e depressão pós viagem, não pode ver uma promoção de passagem aérea e quer ir para tudo quanto é canto.

Share This Post On

Mantenha este blog vivo, comente!