Inhotim

Depois de ler vários posts e ver o encantamento das pessoas com este lugar repleto de arte (no sentido mais amplo da palavra) em toda a sua extensão, chegou a minha vez de visitá-lo e dizer o que achei!


O Inhotim foi idealizado pelo seu proprietário o empresário Bernardo Paz, e vem sendo desenvolvido desde meados da década de 80, mas apenas em 2002 tornou-se um Centro Cultural e em 2006 abriu suas portas para o público em geral.

Sinceramente não sei definir o Inhotim! Algumas pessoas dizem que ele é um museu, outras que é um parque, centro cultural, etc… Mas nenhum desses rótulos se enquadrariam neste lugar tão único.

Ele abriga um rico acervo de obras de arte contemporânea, que estão expostas ao ar livre ou em uma de suas várias galerias (não sei dizer quantas exatamente).

O paisagismo teve influência inicial de Roberto Burle Marx, é algo tão bonito e harmônico, que transformam o passeio em algo ainda mais agradável.

O lugar é absolutamente lindo!

Mas só para esclarecer: Não sou conhecedora de arte! Aliás não sei nadica de nada dela… E ainda assim, saí encantada!

Existem obras interativas como as da Galeria Cosmococa do Helio Oiticica, onde há uma estimulação sensitiva, através de músicas, de um chão coberto por espuma e até de uma piscina, que o Zuco foi o único corajoso do momento e encarou a água gelada! Como as fotos são proibidas dentro das galerias, não registrei esse momento.

Outra obra interativa que eu adorei, foi o caleidoscópio, ao ar livre!

Uma das coisas que me encantou no Inhotim foi notar que tudo por lá tem vida e cores!

O conjunto das obras e galerias, distribuídos pelos belíssimos jardins, fogem a qualquer estereótipo de um museu de arte moderna ou de um jardim botânico.

Infelizmente, a vontade de ver todas as galerias nos privou de ficar de bobeira pelos jardins…

Mas no final do dia conseguimos dar uma sentada na beira de um dos lagos…

E o almoço ou lanche? Bom, o Inhotim possui oito opções para você matar a fome (restaurantes, bar, café, lanchonetes, pizzaria e omeleteria). Nos programamos para comer na Omeleteria que fica na Galeria Miguel Rio Branco, e foi uma ótimo escolha!

Outra coisa interessante foi fazer a visita motorizada, compramos os ingressos (pela internet) com essa opção que aumenta o valor em R$ 10,00 (exceto para pessoas com necessidades especiais e menores de 6 anos). São trechos pré determinados, feitos em carrinhos de golf.

Certamente o uso do carrinho nos ajudou a conhecer tudo por lá.


Saímos de lá no último momento possível, com a funcionária avisando. Nem sentimos o tempo passar e olha que passaram-se mais de 5 horas. Muito bom!

Onde? Rua B, 20, Inhotim, Brumadinho, MG, Brasil.

Como chegar? Clique aqui.

Quanto? R$ 16,00 inteira simples e R$ 26,00 inteira motorizada.

Horários de funcionamento:
Quarta, Quinta e Sexta 9:30 às 16:30.
Aos Sábados, Domingos e feriados de 9:30 às 17:30.

Dicas: Use um calçado confortável, passe protetor solar, leve uma garrafinha de água. Evite filas e compre seu ingresso antecipado.

Author: Natália Gastão

Fluminhoca (fluminense + carioca) experimentando a vida mineira em Belo Horizonte, fisioterapeuta, acupunturista e viajante. Apaixonada pelo Rio e por viajar, sofre de tensão pré e depressão pós viagem, não pode ver uma promoção de passagem aérea e quer ir para tudo quanto é canto.

Share This Post On

16 Comments

  1. Eu sempre resumo o Inhotim como indescritível. Acho que é impossível alguém não gostar, né? Que bom que vocês se divertiram em Minas Gerais. 🙂

    Beijos!

    Post a Reply
  2. Camila é exatamente isso!!! Não consigo descrevê-lo! Mas é muito legal, muito inteligente! Amei!

    Babi, quando vier ao Brasil, tente dar uma chegadinha no Inhotim, vale muito à pena!

    Pitty Querida! Super obrigada pela presença e pelo elogio! =)

    Post a Reply
  3. Minha meta é ir nesse ano em Inhotim!!! Todo mundo só fala MUITOOO bem de lá! E essa dica do carrinho de golfo é essencial!
    bjus

    Post a Reply
  4. Todo mundo fala tanto do inhotim que da vontade de ir ate minas so para ir conhecer… Esse ano acho meio dificl conseguir dar um pulo em minas . Mas pintando uma oportunidade certamente irei la conhecer.. Principalmente pelos seus jardins 😉

    Post a Reply
  5. Que lindo!!! Amei!!! Quero ir…
    Juro que não sabia que você era você do twitter… eu sei… sou meio doente!
    bjs

    Post a Reply
  6. Oi Natália!
    Que lugar para passar um dia maravilhoso, tem de um tudo…Em junho irei à Minas, quem sabe não visito!

    Post a Reply
  7. Vale super à pena Valéria!
    Passei apenas um final de semana em BH e tirei o sábado para conhecer o Inhotim, ainda bem, porque ele é genial!!!

    Post a Reply
  8. sinceramente?
    achei esse lugar explêndido !! Nem mesmo sabia da sua existência. Vou adicionar à minha lista de lugares imperdíveis.
    bjssss

    Post a Reply
  9. Sou doida pra ir! Preciso arranjar uma viagem pra BH pra incluir Inhotim!

    Post a Reply
    • Em BH não tem nada.
      Mas ai o Inhotim compensa tudo.
      🙂
      Belas fotos.

      Post a Reply
      • Sabe que eu gostei de BH, Katia?
        Adorei aquele circuito da Praça da Liberdade!
        Mas realmente, se deixar, a gente esquece a capital e fica só no Inhotim mesmo!!!!
        Obrigada pela visita!
        Beijão!

        Post a Reply
    • Foi exatamente o que eu fiz, Carlinha!
      Qdo soube que ia para BH, tirei o sábado para o Inhotim, muito bom! Você vai adorar!

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Guia de Viagem para Belo Horizonte | RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem - […] Inhotim, no blog Ziga da Zuca […]

Mantenha este blog vivo, comente!