Morro de São Paulo

Estive duas vezes neste paraíso, a primeira (jun/07) teve que ser interrompida pelo mau tempo… Estava chovendo tanto, que nem o catamarã encarou o mar aberto.


Já na segunda (nov/09) peguei um dia e meio de muita muvuca, e outro de um sossego delicioso. Que foi o dia seguinte ao fim do feriadão que pegamos apenas a metade.

Resumido: Para mim, viajar fora de feriado é tudo de bom!!!

Morro de São Paulo faz parte daqueles lugares excelentes para não se fazer nada… E vidinha mais ou menos na praia é comigo mesmo.

Mas como o Zuco não curte tanto ficar na praia de bobeira, inventamos algumas coisinhas para fazer…

Logo pela manhã ainda com a maré baixa, seguimos para as piscinas de corais da quarta praia, e embora estivesse um pouco cheia, deu para abstrair e relaxar bastante por lá.

Só a caminhada até lá, já vale à pena… O cenário é lindo!


E a volta também!

Depois, subimos o morro do Farol e de lá, descemos a famosa Tiroleza Gigante do Morro e também a maior do Brasil, com 57 metros de altura e 340m de comprimento. Mas não se assuste! O primeiro passo é sempre o mais difícil, depois é uma maravilha!

Só curtir o visual…

Vale ressaltar que eles desenvolveram uma engenhoca ótima para descer a sua bolsa (pq eu subi com bolsa, canga, câmera) pendurada, sem cair na água, ela não desce a tiroleza, e sim uma corda perto do morro. Tá certo que eu me enrolei para soltar a bolsa da corda e não deu muito certo, mas fui completamente desajeitada. Mas não ter que subir o tudo aquilo para buscar seus pertences, é ótimo!

O pôr do sol visto do Forte é fascinante, e já virou evento, porque entre a primeira e a segunda vez que fui, já foi criada uma lounge no Morro do Farol, um ponto acima do forte, e que sinceramente não sei se faz parte dele.



Mas preferimos ficar no Forte, que é show de bola e não paga nada!

Também aproveitamos para mergulhar (batismo) na altura da terceira praia, não foi um mega mergulho porque como havia chovido na noite anterior, a visibilidade estava baixa, mas fomos de “alegres” mesmo.

E claro que valeu à pena!

O Clube de Vela é outra experiência super interessante (em 2007), fizemos uma aula de vela (particular, um de cada vez), na praia da Gamboa. Excelente!

E bem próximo a Praia da Gamboa, passamos por tipo de spa natural, que estava cheio de argila… Todos se bisuntavam até os cabelos! E ao mergulhar no mar, a pele virava uma seda só! Tudo de bom!

FOTOS: Tales Lobosco e Natália Gastão

Taxa de Turismo: R$ 10,00 por pessoa

HOSPEDAGEM:
Pousada Natureza (primeira vez) – Recomendo!
Pousada Encanto do Morro (segunda vez) – Não recomendo! (meio pobre de espírito)

TIROLEZA: R$ 6,00 a R$ 10,00 (não lembro exatamente)

MERGULHO: Em torno de R$ 175,00 por pessoa (não lembro também)

CATAMARÃ SALVADOR – MORRO DE SÃO PAULO: R$ 75,00 por pessoa –> 2 horas de travessia.

*Dica: faça a travessia na parte aberta do catamarã, embora haja o incômodo do vento e até de ficar em pé, é menor a incidência de enjôos.

Author: Natália Gastão

Fluminhoca (fluminense + carioca) experimentando a vida mineira em Belo Horizonte, fisioterapeuta, acupunturista e viajante. Apaixonada pelo Rio e por viajar, sofre de tensão pré e depressão pós viagem, não pode ver uma promoção de passagem aérea e quer ir para tudo quanto é canto.

Share This Post On

10 Comments

  1. Show de bola o post, fiquei feliz de ter acertado na escolha! 😀

    Passamos dois dias em Morro, mas é realmente um lugar fantástico! Curti demais as fotos e as dicas, se soubesse antes teria aproveitado muito mais meu passeio lá! Mas vai ficar registrado pra próxima!

    Desde nessa tiroleza deve ser uma delícia! E o visual é mesmo de tirar o fôlego! O único problema que pode dar é realmente o transporte até a ilha, que depende da chuva e outras coisas. Mas para um passeio Morre é perfeito!

    O que não esqueço é de uma barraca na praça da cidade em que 3 caras preparavam caipirinhas de vários sapores na hora, eram uma delícia e tomei vááárias! 😀

    Valeu pela dedicação e mais uma vez parabéns pelo trabalho no blog!

    Abraços e paz, Michel
    http://www.rodandopelomundo.com

    Post a Reply
  2. Vixe, escrevi rápido o comentário anterior e ficou cheio de erros! 😛

    Post a Reply
  3. É muito gostoso mesmo!!!
    Essas duas vezes que eu fui, foi quando o Zuco estava morando lá! Temos que aproveitar né? =)
    Obrigada pela visita!

    Post a Reply
  4. Michel, essas barracas de frutas que eles fazem as caipiroskas são de dar água na boca! Bebi que nem suco!!! hahaha – Minhas preferidas foram de Cupuaçu e Cacau.
    Quanto atravessia, se o tempo estiver fechado como aconteceu comigo, o translado fica assim: Morro – Valença de Barco (25 min), pega-se um ônibus de Valença até Itaparica (1:30hs), onde pegamos o Ferry Boat até Salvador (40 -60 min), dura umas 3 horas. Mas como não encara o mar aberto, considero uma boa opção para quem enjoa muito. Ou a única opção no caso de mau tempo.
    Fico feliz que tenha gostado do post!
    Afinal, você acertou o valor do Porco e pediu!!! =))

    Post a Reply
  5. Lindo….
    Eu infelizmente nao conheco quase nada do nordeste do Brasil o unico lugar que ja visitei ate hoje foi Fortaleza… Essas fotos de praia tb sao sacanagem com a gente.. Hoje de manha estava -6C com sensacao termica de -11…

    Post a Reply
  6. Hahaha!!!! Realmente foi covardia postar tanta praia e vocês com tanto frio aí!!
    Mas, vindo ao Brasil, realmente recomendo Morro de SP! Mas de preferência, fora de feriados. =))

    Post a Reply

Mantenha este blog vivo, comente!